Ocupar tudo com greve estudantil! (Panfleto)

Ocupar tudo com greve estudantil!

Por uma universidade dos trabalhadores, derrotar a PEC 241/55 e a MP do ensino médio!

Reproduzimos a seguir panfleto que temos distribuído em unidades da UFRJ desde novembro de 2016.

No dia 04 de novembro, centenas de estudantes da UFRJ realizaram uma assembleia que decidiu pela ocupação da Reitoria a partir do dia 07, contra a PEC 241/55 e a MP do Ensino Médio. A “PEC do fim do mundo” significará cortes e congelamento do orçamento das áreas sociais, tendo efeitos nefastos nas educação pública, na assistência estudantil e na vida dos estudantes mais pobres e da classe trabalhadora. A MP do Ensino Médio irá restringir o acesso dos jovens trabalhadores à educação e elitizar ainda mais o ensino superior.

Mais de mil unidades escolares e universitárias já se encontram ocupadas pelo país afora, em um poderoso movimento que tem o potencial de barrar esss ataques, caso se unifique e se expanda para mobilizações que envolvam a classe trabalhadora. Porém, o Diretório Central de Estudantes (DCE) da UFRJ – dirigido por vários coletivos, como “Não vamos pagar nada”, Correnteza, UJC e “Quem vem com tudo não cansa” – NÃO defende a paralisação das aulas na universidade. Ocupar os prédios e deixar as atividades seguirem como se nada estivesse acontecendo não basta. Parar as aulas é um elemento fundamental para prestar solidariedade ativa à greve em andamento dos técnicos-administrativos e causar mais impacto, com vistas a derrotar as medidas do governo golpista. Frente a esse cenário, nós do Reagrupamento Revolucionário estamos defendendo:

  • Ocupação com greve estudantil: fazer piquetes e trancaços em todos os prédios! Apoio ativo à greve dos técnicos-administrativos!
  • Unidade pela base: eleger representantes revogáveis pela base em todos as unidades ocupadas para unificar o movimento de forma democrática! Formar um comando de luta da UFRJ!
  • Por uma frente nacional de lutas: incentivar a formação de um comando estadual de ocupações, rumo a uma frente nacional de lutas, democrática e pela base, que erga uma poderosa resistência estudantil e proletária aos ataques do governo golpista e do judiciário!
  • Universidade para a classe trabalhadora: efetivação dos terceirizados e das terceirizadas com plenos direitos! O orçamento da UFRJ deve ser para assistência aos estudantes e trabalhadores (creches, restaurantes universitários, alojamentos), não para pagar empresas privadas! Lutar pelo fim do vestibular/ENEM e pelo livre acesso! Expandir a rede pública estatizando sem indenização as empresas privadas de ensino! Exigir da Reitoria começar obras para um bandejão no centro e acelerar a obra na PV, os estudantes tem fome!
  • Gestão democrática: que os estudantes, funcionários/terceirizados e professores tenham o poder de decidir os rumos da universidade, através de uma gestão tripartite!
  • Rechaçar as provocações direitistas e reacionárias, como a do “UFRJ Livre” e MBL, de todas as maneiras necessárias! Diego não será esquecido!
  • Nenhuma confiança nos ex-governistas do PT e PCdoB! Não esquecer que Dilma já vinha encaminhando pesados ataques à educação pública e à classe trabalhadora!

Os comentários estão desativados.